Muitos muçulmanos estão sonhando com Jesus e se convertendo,diz pastor

2323/0707/1818

Milhões de muçulmanos estão se tornando cristãos nos países de predominância islâmica, relatou um pastor que abandonou a religião de Maomé e se entregou a Jesus anos atrás. Segundo ele, Deus tem falado com muitos muçulmanos através dos sonhos.

M El Masih atualmente vive nos Estados Unidos, onde lidera a Cry of The Persecuted Church (“O Choro da Igreja Perseguida”, em tradução livre). Antes, ele já havia plantado centenas de igrejas no Paquistão e recebe relatos de que muitos muçulmanos estão se entregando a Jesus após terem sonhos ou testemunharem curas.

Em entrevista ao portal The Christian Post, Masih revelou que nasceu em uma família cristã, mas decidiu seguir o islamismo, e estudou sobre a religião no Paquistão, onde posteriormente se tornaria professor em uma escola secundária islâmica.

Ao longo da vida, Masih não se sentia em paz e tinha consigo um desespero constante. A ajuda recebida de cristãos e de um pastor, que o evangelizou, foram essenciais para que ele se voltasse a Jesus, em 1993.

Quando revelou que havia se tornado um cristão, Masih passou a enfrentar forte perseguição, passando a ser tratado como um cidadão inferior, situação bastante comum e imposta pela maioria muçulmana no Paquistão.

Boa Nova

No entanto, Masih disse que o Evangelho está atingindo muitas pessoas no mundo muçulmano, com aproximadamente seis milhões de muçulmanos entregando suas vidas a Jesus a cada ano. Segundo o pastor, esses dados são omitidos na grande mídia, que destaca apenas as altas taxas de natalidade das famílias muçulmanas e imigrantes.

As decisões de conversão têm acontecido, segundo o pastor, de formas inusitadas, pois muitos deles se entregam a Jesus sem que tenham sido alcançados por um pregador, por causa dos sonhos e visões com o próprio Filho de Deus.

Outros missionários relatam testemunhos similares sobre as conversões de muçulmanos ao Evangelho mundo afora, ao longo dos últimos anos. Nesse contexto, Masih publicou um livro contando o crescimento de seu ministério e o trabalho de plantar igrejas, vivenciando muitos casos de curas e milagres em nome de Jesus.

O pastor, porém, advertiu que a perseguição religiosa é uma realidade, com muitos cristãos se tornando mártires do Evangelho na mão do extremistas islâmicos. “Não é fácil compreender a dor que os cristãos passam em qualquer lugar em que vivam, como uma minoria em sua nação”, concluiu.

fonte gospel +

Missionários pregam em hospital e mais de 50 pessoas se convertem.

2323/0707/1818

A dificuldade nos hospitais na República Socialista do Vietnã, como é conhecido oficialmente o país localizado no leste da península da Indochina, no Sudeste Asiático, afeta toda a população, especialmente pessoas que enfrentam doenças graves, como o câncer.

Pensando nisso, um grupo de missionários cristãos decidiu levar assistência para essas pessoas, muitas das quais não têm condições nem de se alimentar, já que os hospitais não oferecem tratamento adequado de saúde.

A alternativa de alguns pacientes é receber alimentos dos parentes, enquanto esperam por socorro nos corredores lotados das unidades de saúde, muitas vezes dividindo o mesmo leito com outros doentes.

Os missionários tiveram a preocupação de levar alimento para os enfermos, mesmo sendo o básico, como leite e biscoitos, já que eles também não possuem grandes recursos. Moradores da cidade de Ho Chi Minh foram os primeiros alcançados.

“Também reunimos esses pacientes na igreja vizinha a cada mês para compartilhar o Evangelho”, disse o líder do grupo de missionários, segundo informações da organização Christian Aid.

Ele também destacou que mediante a ação de Deus através desse trabalho, muitos pacientes relataram curas milagrosas e o testemunho deles impactou outras vidas, fazendo com que ao menos 60 pessoas entregassem suas vidas para o evangelho.

“Por testemunharem esses milagres, muitos de seus parentes também chegaram à fé em Cristo”, afirma o missionário, lembrando que apesar da aceitação espiritual do evangelho e o impacto social causado por ele, os cristãos continuam sofrendo muita perseguição religiosa em nome da fé.

“Alguns desses pequenos grupos sofrem perseguição de não-crentes e autoridades nas aldeias, mas permanecem fortes em sua fé”, disse o líder.

Outra grande preocupação dos missionários é a disseminação de ensinos errôneos, já que a maioria dos moradores, especialmente das aldeias mais isoladas, são muito humildes e não sabem ler ou escrever.

Como alternativa para o ensino do evangelho, os missionários distribuem pequenos aparelhos eletrônicos com bíblicas gravadas em áudio MP3 no próprio idioma local. Essa é uma ferramenta de muito sucesso, inclusive nos países dominados pelos radicalismo islâmico.

fonte gospel +

Agentes invadem igreja evangélica e interrogam os fiéis na China.

2323/0707/1818

Uma igreja localizada em uma pequena província de Guangdond, no sul da China, tem sido alvo frequente de invasões por agentes do Partido Comunista Chinês, que a mando do Governo tentam impedir, implicitamente, a realização de cultos cristãos no local.

O caso mais recente ocorreu no último dia 15 de julho, quando ao menos 40 agentes comunistas, apresentados como funcionários da Administração de Alimentos e Medicamentos e alguns policiais interromperam o culto para interrogar os membros e o pastor acerca das atividades da congregação.

O pastor Huang Xiaoning já viu esta cena acontecer outras vezes, onde até geladeiras e utensílios básicos são vistoriados. A intenção por trás desse gesto é monitorar a atividade religiosa da congregação, a fim de que não ofereça ameaça ao regime comunista do país.

“Sou pastor há quase 20 anos. Eu não possuo um carro ou uma casa. Eu não devo nada. Um tempo atrás as pessoas me perguntaram: ‘Pastor Huang, você não tem medo de ser multado?’ Respondi: ‘Não, eu não tenho dinheiro para ser confiscado’”, disse ele em outro caso ocorrido em 10 de junho desse ano.

“Eles também perguntaram: ‘Você tem medo de ser preso?’ Eu disse que nunca temi a prisão, nunca nem tive medo da morte”, acrescentou o pastor.

No caso mais recente, além da vistoria intimidatória o pastor recebeu um “Aviso de Exigência de Retificação”, que na prática significa a suspensão das atividades da congregação, até que ela seja “aprovada” pelas autoridades do país.

Segundo informações da organização China Aid, que monitora a perseguição aos cristãos no país, os agentes comunistas retificaram uma multa de US $ 7.400 dólares, ou 50.000 Yuan chineses, por conduzir atividades religiosas, supostamente, “ilegais”.

Apesar da perseguição, o pastor Huang se mantém seguro da sua fé e até o momento ele procura explicações das autoridades chinesas. “Eu nunca temi a prisão, já que eu nunca tive medo da morte”, declarou.

fonte gospel +

Aplicativos


 Locutor Ao vivo


Shalom FM

Shalom News

Peça Sua Música

Nome:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

01.

GABRIELA ROCHA

LUGAR SECRETO

02.

ISADORA POMPEO

HEY, PAI

03.

JULIANO SON

LINDO ÉS + SÓ QUERO VER VOCÊ

04.

PRISCILLA ALCANTARA

ME REFEZ

05.

LUMA ELPIDIO

QUE AMOR É ESSE?

Anunciantes